DATA: 18 de Fevereiro de 2017
ARTISTA: MISERIST
GRAVADORA: Krucyator Productions
MISERIST: “MISERIST”
Compartilhe este Conteúdo

Experimental Black/Death (Instrumental) da Austrália incrível e surreal!!!

O Miserist apresenta seu EP autointitulado e chega quebrando as barreiras do que você conhecia como Death Metal e Black Metal.

Por quê? Porque toda a crueza, raiva e desespero que você ouvia nos vocalistas de Death/Black você não encontra aqui, e é aí que está a cereja do bolo…

Um instrumental denso, arrastado beirando ao Industrial em certos momentos, com uma angústia latente, instantes sombrios e beirando a total insanidade!

É uma experiência ímpar, pois, você ouvir outros estilos como Surf Music, um Rock/Jazz Experimental é legal, mas, ao mesmo tempo óbvio e nesse caso é como se você estivesse dentro de um Filme de Horror B, esperando assustado por algo que não consegue compreender.

A percepção que se têm é a total falta de humanidade, pois, mesmo que estilos Death/Black sejam gêneros extremos da música pesada, você ainda consegue ter a percepção das letras e a temática em sí, já nesse caso é tão surreal que para cada ouvinte pode ser uma sensação diferente.

Para se ter uma ideia, não há identificação de nenhum membro da banda, são todos anônimos para aguçar ainda mais a curiosidade dos ouvintes.

A angústia de esperar por algo que não se comunica, mas, que é inquietante e sombrio, faz desse EP de quase 30 minutos uma experiência única!

Abaixo você verá um dos membros dissecando faixa por faixa.

Declaração do membro da banda sobre o EP:

“A primeira faixa que eu gravei foi Narikuntu. Eu tinha assistido a um documentário sobre um asilo mental para crianças, e eu pensei no que seria como lá dentro, tratado como um animal, preso em salas escuras com pessoas que poderiam matá-lo, estuprá-lo ou defecar em você em qualquer segundo. Apenas pura miséria. Isto é o que eu pensei durante a gravação dessas faixas e eu usei isso como um tema para o álbum. Foi mixado de fevereiro de 2015 até março de 2016, mas a maior parte das guitarras foi gravado em poucas semanas. Eu estava em um lugar escuro e depois de ver esse documentário, tudo se espalhou. Eu adicionei-lhe pouco a pouco, acrescentei outros sons, e tudo mais ao longo do tempo. Cada nome de faixa tinha um significado para isso.

“Skin, Mold and Flame” – Apenas resumiu o quarto que eu estava imaginando essas pessoas sendo presas dentro. Peles nas portas e janelas de pessoas tentando escapar, mofo em todo lugar porque nunca é limpo e chamas porque uma vez que todas as crianças morreram eles as queimavam.

“Miserist” – Descreve o chefe do asilo. Gerador de miséria.

“VIII” – Idade média das crianças no asilo.

“Horror Infinitum” – Infinito horror, auto-explicativo.

“Lung Rust” – Basicamente, o que as crianças teriam sentido, respirando vapores tóxicos, ar quente no verão e doenças, sentindo que não conseguiam respirar.

“Narikuntu” – A ação do tema global do documentário, é sobre esse asilo. “

 

 

Altamente recomendável!!!

 

Tracklist:

1. Skin, Mold & Flame
2. Miserist
3. VIII
4. Horror Infinitum
5. Lung Rust
6. Narikuntu

Integrantes:

Anônimos

Acessem:

www.facebook.com/miserist

miserist.bandcamp.com

 

Fonte: Qabar – Extreme Music PR

 

Leave a Reply

2010 - 2017 rUmOrS mAg © All rights reserved.